Design is Future insights: a Inovação através do Design – EDIT. – Disruptive Digital Education

Design is Future insights: a Inovação através do Design

Artigo

Partilhamos um artigo sobre “Design is Future”, um documentário gravado no âmbito da segunda edição do Design is Future Congresstival, decorrido em 2016 na Barcelona Design Week.

Design is Future” foi um documentário gravado no âmbito da segunda edição do Design is Future Congresstival, decorrido em 2016 na Barcelona Design Week, e com organização do estúdio de design Toormix e do BCD – Barcelona Design Center. Neste curto filme, diversos profissionais da área do Design dão a conhecer o seu ponto de vista sobre o estado do Design, tendências e perspetivas de futuro, importância do foco no utilizador, entre muitos outros aspetos.

Nos últimos tempos o design tem vindo a ganhar um lugar de destaque no desenvolvimento de produtos e serviços, deixando de estar no “final da linha”, onde se “limitava” a finalizar o produto e/ou serviço e a torná-lo “apetecível” aos olhos do consumidor. O design toma agora um lugar de destaque, colocando o utilizador e a experiência de utilização no centro do processo.

Doug Powel, Design Principal & Program Director for Education & Activation na IBM Design refere mesmo casos de recentes de sucesso, onde é possível constatar que o utilizador está no centro do desenvolvimento do produto, tais como Airbnb, Uber e Pinterest. Estas empresas são consideradas design driven companies. E o que é isto de ser uma design driven company? É, fundamentalmente, ter consciência que as pessoas compram muito mais do que a tecnologia ou a performance: compram o produto que lhes oferece a melhor experiência, nomeadamente de utilização. E tal só é possível colocando o utilizador no centro.

Os processos de design têm vindo a sofrer melhorias nos últimos tempos, tendo dado origem ao conceito de Design Thinking. Quem o menciona neste documentário é Ed Gillespie, Co-founder da Futerra, agência especializada na sustentabilidade. Na perspetiva do Design Thinking, olha-se para o mundo e pergunta-se “Porque é que isto funciona assim? Como é que podemos desenhar isto?”. É um processo que nos faz olhar para o final, ou seja, para aquilo que são as necessidades e expetativas do consumidor e, a partir daí, desenvolver um produto que corresponda a essas “especificações”.

video

O Design dá-nos ferramentas para tornar tudo mais ágil e fluído”, refere Cristina, e todos os agentes que participam no desenvolvimento são envolvidos no mesmo, para que se possam pensar, criar e resolver problemas de forma criativa.

O Design Thinking tem vindo a ganhar claro destaque em fases iniciais de desenvolvimento de produtos e serviços, e tem “dado provas” da mais-valia que é para este mesmo desenvolvimento. Para Ed Gillespie, da Futerra, o Design é sobre “pensar a fundo (…) sobre o mundo que se quer criar e na contribuição pessoal que se dá para o mesmo”. Na sua ótica, para se ser um bom designer deve-se produzir algo bonito e útil, mas não esquecer a longevidade do produto, ciclo de vida, materiais usados e qual o destino após o uso.

Ao longo do documentário podemos perceber a necessidade das empresas em evoluírem para um outro tipo de relação com aqueles que são os consumidores dos seus produtos, garantindo assim que compreendem aquilo que são as suas necessidades e expetativas face ao produto ou serviço que prestam ou desenvolvem. Miguel Ballester, Product Management & Innovation na Fairphone, refere mesmo que os clientes estão prontos para uma nova forma de consumo e que, face a tal, é essencial que as empresas se mantenham “sustentáveis e rentáveis economicamente, mas a olhar para novos modelos de negócio”.

Sobre o sucesso do design enquanto profissão, Doug Powel não hesita: “Esta é uma altura excelente para se ser designer. As oportunidades, bem como a profissão, encontram-se em expansão, e a influência da área é a maior do que alguma vez existiu.”


Partilhar:

    Fale conosco

    Interesses

      Subscrever Newsletter

      Interesses