O Blog não morreu! O blog está vivo e de boa saúde! – EDIT. – Disruptive Digital Education

O Blog não morreu! O blog está vivo e de boa saúde!

Artigo

Há anos que a conversa sobre a morte da escrita circula no meio da comunicação. O blog não morreu, o blog está vivo e de boa saúde. Neste artigo, a tutora Yasmin Narcizo aprofunda a discussão sobre a sobrevivência do blog dentro do mercado da comunicação.

Há anos que a conversa sobre a morte da escrita circula no meio da comunicação.

Quando o YouTube teve um crescimento acelerado e vários bloggers correram para produzir conteúdo nesta plataforma, rapidamente surgiu a dúvida sobre se os blogs estariam no fim das suas vidas.

Mas não foi só esse acontecimento que reforçou essa ideia da “era do vídeo”. Com medo de ficar para trás, o Instagram criou o IGTV. Esta novidade foi encarada como uma afirmação de que até Mark Zuckerberg teria de aceitar que não seria mais possível viver de imagens estáticas: o vídeo tinha chegado para ficar e seria dominante no mercado.

Será que isto era verdade? Bem, alguns anos depois podemos responder que sim e que não também!

O vídeo entrou no mercado digital com tudo, e não foi por acaso que os streamings de filmes e séries se multiplicaram. Porém, há espaço no mercado da produção de conteúdo para vários formatos diferentes terem sucesso ao mesmo tempo. A maior prova disto é o crescimento aceleradíssimo de consumo em áudio, como nos podcasts e mais recentemente com o Clubhouse, a rede social recém-lançada e que funciona 100% com base em falar e ouvir.

Isso quer dizer que o blog não morreu apenas porque novos tipos de conteúdo estão a ser apresentados. Pelo contrário, o blog está vivo e de boa saúde.

Querem uma prova? Abram o histórico das páginas que visitaram nos últimos meses. Quer seja para planear uma viagem, pesquisar uma receita ou ver dicas sobre como decorar a casa, existem alguns (ou muitos!) blogs listados por lá.

Vamos então aprofundar um pouco mais a discussão sobre a sobrevivência do blog dentro do mercado da comunicação.

A relação íntima entre blogs e SEO

Vamos começar pelo básico: SEO (Search Engine Optimisation) é um conjunto de técnicas que, quando combinadas, fazem com que o conteúdo das marcas seja encontrado com mais facilidade em pesquisas no Google.

Isto significa que, quando um utilizador faz uma pesquisa por informações sobre como economizar na conta de energia elétrica, por exemplo, e um dado blog tem conteúdo bem feito que responda à dúvida do utilizador, este artigo tende a ser encontrado e apresentado mais facilmente, aumentando as suas probabilidades de ser lido.

É claro que estamos a simplificar uma série de informações sobre SEO, mas, em termos de conteúdo, esta é a ideia.

Para que o conteúdo seja encontrado numa pesquisa no Google, não basta ter um site perfeitamente escrito, seguindo todas as técnicas de SEO: é preciso também uma atualização ou geração de conteúdo que seja constante. E é neste momento que o blog se torna uma ferramenta fundamental!

 

O blog de uma marca é um repositório constante de conteúdo, onde ela trabalha assuntos relacionados com os seus produtos e serviços. Se este canal de comunicação estiver ligado ao site, significa que o blog potencia as possibilidades do site ganhar tráfego vindo da pesquisa no Google.

 

Geração de leads qualificadas

Quando um utilizador faz uma pesquisa no Google, ele quer saber uma dada informação ou tem uma dúvida que pretende esclarecer.

Se essa informação ou dúvida puder ser respondida por um conteúdo criado no blog, isso significa que o interesse deste utilizador pelo conteúdo da marca será genuíno, ou seja, não é preciso convencê-lo a interagir como a marca. E com um público interessado no mercado desde o primeiro momento, a oportunidade de gerar conversões é maior.

É aqui que as marcas ganham uma boa oportunidade para trabalhar o Inbound Marketing: este possibilita que a marca eduque o consumidor sobre o seu segmento de mercado, de forma a criar uma relação entre a empresa e o cliente em potencial, até convertê-lo em consumidor.

Portanto, um blog que atenda as necessidades de SEO pode tornar-se num ponto atrativo para a marca. O consumidor é atraído por conteúdo de qualidade, conhece os benefícios dos seus produtos e serviços e acaba a tornar-se cliente, ou seja, a trazer lucro para as empresas.

Para conseguir este tipo de lead nas redes sociais, é preciso ter uma relação muito mais próxima com a audiência, uma produção de conteúdo constante e contar com a boa vontade dos algoritmos para que a aproximação marca-consumidor aconteça. Ou pior, gastar dinheiro em promoção de conteúdo para impactar um possível consumidor as vezes necessárias que garantam que ele desenvolve um interesse pela marca.

 

O alcance orgânico

E por falar em gastar dinheiro com conteúdo, podemos falar também sobre o alcance orgânico, ou seja, a capacidade de chegar ao público-alvo sem ter de promover o seu conteúdo e destacar orçamento para este efeito.

Os blogs são umas das poucas formatos onde o alcance orgânico ainda é possível. Isto porque, uma vez que as técnicas de SEO sejam bem empregadas, os utilizadores vão encontrar os seus conteúdos na busca do Google mais facilmente e sem necessidade de ativar nenhum outro recurso.

Em resumo, o blog de marca é um investimento de tempo e trabalho, mas é também um canal proprietário no qual quem define as regras do jogo é a marca. E, se bem trabalhado, ele pode gerar vendas reais para a empresa sem precisar de investimento.

Convencidos de que os blogs terão vida longa no mundo digital? Prontos para começar a pensar em temas de artigos? Então, vemo-nos no próximo workshop de Escrita para Blogs!


Partilhar:

    Fale conosco

    Interesses

      Pedir Informação

      Interesses

        Subscrever Newsletter

        Interesses