Tutora Daniela Cunha – EDIT. – Disruptive Digital Education

Daniela Cunha
Tutora

Entrevista

Daniela Cunha é Co-Founder & Digital Marketing Specialist na Wise Pirates Agency e tutora da EDIT. Porto. Em entrevista, conta-nos o seu percurso e perspetiva sobre a área e mercado do Social Media, considerando que está em crescimento e com as empresas à procura dos melhores profissionais.

Mais do que apenas teoria, acho muito importante abordar exemplos de problemas reais e que tipo de soluções podemos encontrar para cada um deles.


Porquê a área do Marketing, e do Marketing Digital? Fala-nos um pouco sobre o teu percurso e experiências profissionais.

Comecei a minha jornada no Marketing Digital na Licenciatura em Marketing, no ISCAP, e o estágio numa agência de Marketing Digital fez-me perceber que era o caminho por onde queria seguir, onde poderia aliar a criatividade ao drive de analítica. Desde aí é notório o quanto já mudaram as ferramentas, como evoluiu a forma de anunciar, etc, e continuo a acreditar no enorme potencial da comunicação digital quer nas vendas online, quer offline, e na sua medição e optimização cada vez mais eficaz.

No El Corte Inglés tive oportunidade de trabalhar com um projecto de conteúdos, Bio & Natural, onde construímos a maior comunidade Bio do país, com mais de 130 000 seguidores: muito mais do que vender, conseguimos informar, ensinar e envolver.

Dois anos depois, na Wise Pirates, os desafios e o entusiasmo diário pela área de conteúdos e publicidade digital continuam. Tenho acompanhado vários projetos digitais desde projectos de Retail, Sacoor Brothers, Seaside, por exemplo, até Startups como por exemplo a Barkyn, entre outros, onde trabalhamos estratégia digital nacional e internacional, construção de audiências e analíica, dee forma a amplificar a pegada digital das marcas e aumento do seu volume de negócios.


Que tendências prevês que surjam no campo do Social Media, num curto-médio prazo e como devem as marcas adaptar-se?

Acredito que os consumidores vão valorizar cada vez mais experiências personalizadas e envolventes, na própria comunicação, mensagem e até no próprio formato. As marcas têm que que estar preparadas para adaptarem os seus conteúdos, tornando-os mais relevantes e diferenciadores.

Para além disso, acredito que existirá um aumento cada vez maior da sofestição dos anúncios e audiências, que se poderá também traduzir num aumento de budget alocado à comunicação paga nas Redes Sociais. A possibilidade de medirmos eventos ligados ao negócio, desde pedidos de informação, adições ao carrinho, compras, valores de compra, o cálculo do ROAS, permite cada vez mais salientar a importância destas campanhas no negócio. É cada vez mais relevante uma maior optimização das campanhas, que passa pela definição da estratégia das mesmas, construção e definição de audiências, canais e formatos, e numa mais eficaz gestão do orçamento.

Têm vindo também a crescer campanhas direcionadas para o Facebook Messenger, em que podemos, por exemplo, enviar mensagens personalizadas para pessoas que já tenham previamente interagido no Messenger com a nossa página e, inclusive, ligar estes anúncios ao ChatBot da marca, caso exista. Este tipo de campanhas têm-se mostrado relevantes e com resultados muito interessantes para diversas áreas de negócio.

Acredito também que vai ganhar relevância o social shopping, com cada vez mais compras a surgirem diretamente de social media. Prova disso é já o Instagram Shopping, onde nas publicações surgem links diretos para produtos específicos, diminuindo o tempo de compra do mesmo, estando a ser já introduzido o checkout dentro da própria plataforma, com todos os dados guardados para futuras compras.


Na tua perspetiva, o mercado nacional está em crescimento nesta área? Porque devem as empresas apostar em profissionais especializados? 

 

Acredito que a área está em crescimento e são cada vez mais as empresas que estão à procura de pessoas que sejam capazes de dominar não só as plataformas de Social Media, potenciar a presença da marca através das mesmas de forma diferenciada, como pessoas capazes de gerir orçamentos de campanhas pagas e operacionalizar as mesma.

E ainda, a compreensão dos objetivos de negócio e de que forma podemos potenciar e interligar os objetivos das campanhas digitais é fundamental. Nunca podem ser caminhos diferentes e distintos, mas sim uma caminhada de mãos dadas.


És tutora do Workshop Facebook Business & Ads Manager da EDIT. Porto. Quem participar nesta formação, o que poderá esperar? De que forma será lecionada?

Aqueles que participarem nesta formação, poderão esperar por uma formação onde serão abordados como base temas como a Gestão de Conteúdos, Calendarização, tipos de publicações e configurações gerais do gestor de anúncios. E, será complementada com gestão e implementação de anúncios em ambas as plataformas: Facebook e Instagram, para cumprir diferentes objetivos da marca de forma mais eficaz.

Terá uma forte componente prática, onde os alunos irão implementar campanhas com diferentes objetivos, diferentes segmentações e diferentes formatos/criatividade, e onde se discutirão optimizações de campanhas reais, situações do dia-a-dia.

Mais do que apenas teoria, acho muito importante abordar exemplos de problemas reais e que tipo de soluções podemos encontrar para cada um deles.


Podes deixar um conselho para quem pretende entrar no mercado do Marketing Digital?

Acredito que devem(os) encarar cada desafio no Marketing Digital, com a inquietude e procura de fazer sempre mais e melhor, de forma agile. É nos detalhes que está muitas vezes o segredo e o caminho para melhores resultados.

Cada vez mais é importante estarem a par das novidades das plataformas, sem esquecer que o drive de estratégia e negócio, é cada vez mais um elemento diferenciador.



Partilhar:

    Fale conosco

    Interesses

      Pedir Informação

      Interesses

        Subscrever Newsletter

        Interesses