Mobile é o futuro – EDIT. – Disruptive Digital Education

Mobile é o futuro

Artigo

Já conto alguns anos de experiência em desenvolvimento da melhor plataforma mobile – o iOS. Durante estes anos acompanhei a sua evolução e fico fascinado com o poder e o impacto que tem no dia a dia das pessoas. Desde o lançamento do iPhone, no verão de 2007, que os dispositivos móveis se foram entranhando no nosso quotidiano.

Já conto alguns anos de experiência em desenvolvimento da melhor plataforma mobile – o iOS. Durante estes anos acompanhei a sua evolução e fico fascinado com o poder e o impacto que tem no dia a dia das pessoas. Desde o lançamento do iPhone, no verão de 2007, que os dispositivos móveis se foram entranhando no nosso quotidiano.

Os dispositivos móveis com eles trouxeram as apps, e nestes 8 anos o mundo mudou, e as pessoas e os negócios mudaram com ele. Exemplo disso é a forma natural que hoje assinamos a receção de uma encomenda num smartphone, recebemos a conta num restaurante através de um tablet no qual podemos acrescentar dados pessoais, como o NIF, indicar o método de pagamento, ou até mesmo realizar o pedido pelo smartphone (www.askfor.pt). As aplicações móveis não afetam apenas as nossas vidas pessoais; afetam também as vidas de muitas empresas, independentemente do que comercializam. No caso da restauração, as pessoas já usam aplicações para reservar mesa, para escolher um vinho, ou para localizarem o estabelecimento. Numa instituição bancária, é facultado aos clientes funcionalidades como transferências, carregamentos de telemóvel, contas poupanças, etc. No desporto para providenciar rapidez e agilidade no acesso às bancadas, como acontece no lugar anual do Futebol Clube do Porto (http://www.fcporto.pt/pt/noticias/Pages/FC-Porto-App-acesso-ao-Estadio-do-Dragao.aspx). São imensos os exemplos.

 

Qual é a razão para o mobile ter entrado nas nossas vidas?

Nós somos seres móveis, não gostamos de estar limitados a uma localização, gostamos de ter essa versatilidade na nossa vida. Os dispositivos móveis, o WiFi e o 3G/4G trouxeram-nos a facilidade de controlar algumas coisas à distância. Portugal não escapa à regra e já mais de 50% das pessoas utilizam a Internet através de um smartphone (e o número todos os anos tem aumentado). Cada vez mais, queremos que a informação esteja disponível, independentemente do dispositivo a que estamos ligados, seja um smartphone, um smartwatch, um tablet, ou mesmo até à nossa televisão. A Cloud encarregou-se disso, e hoje a perda de fotos e documentos importantes não é constante.

A mudança foi gigantesca, transportando-nos para um sem número de aplicações tão versátil, tão vasto que em poucos segundos consigo enumerar diversas aplicações que melhoraram algo na nossa vida:

. Viajar e alugar uma casa (Airbnb)

. Descobrir o nome da música que está a dar na rádio ou num bar (Shazam)

. Traduzir algo (Google Tradutor)

. Realizar Check-In em casa (Ryanair, TAP, etc)

. Escolher um restaurante (TripAdvisor, Foursquare) ou o modo tradicional, ligar a um amigo que viva na cidade.

. Vender algo que já não uso (OLX).

Tudo isto tornou o mundo mais simples, mais partilhado e com maior interação entre os povos e o mundo. Todas elas me deram mais controlo de algo, mais tempo e uma maior escolha. Tem alguma ideia para ajudar a melhorar o mundo? Não perca tempo. Desenvolva-a.

 

Obrigado dispositivos móveis! Obrigado apps!

Jorge Frazão Costa – Founder and iOS & Web Developer Manager / iOS writer

Curso Intensivo iOS Mobile Development Porto


Partilhar:

    Fale conosco

    Interesses

      Subscrever Newsletter

      Interesses