Tendências de Digital Design para 2020 – EDIT. – Disruptive Digital Education

Tendências de Digital Design para 2020

Artigo

O universo do Digital Design não pára de mudar e torna-se cada vez mais necessário aliar as competências atuais às novidades que estão para vir.Neste artigo podes encontrar algumas das novas tendências que vão ser implementadas no novo ano de 2020.

Digital design é muito mais do que a identidade de uma marca. Na realidade, os seus benefícios transcendem as aparências visuais. O universo do digital design está em constante mudança, o que significa que para tirar o máximo proveito, é necessário aliar todas as skills e competências atuais com as novas tendências.

Neste artigo são abordadas algumas das tendências a ter em atenção para o ano de 2020, com o objetivo de abraçar as novas ideias que vão surgindo

Composições Abertas

Não há dúvida que os designs tradicionais em frames eram fantásticos, mas o aparecimento de composições abertas vieram expor algo que desconhecíamos. Designs em frames limitam a imaginação do utilizador no que diz respeito aos limites da criação; o que não acontece no caso de composições abertas.

Estas dão uma sensação de infinito à criação, o que faz com que os utilizadores se questionem se haverá mais. Estes designs suscitam a curiosidade com aspetos que dão a sensação que a imagem se estende para além do ecrã. Desta forma, o utilizador sente que está a ver uma pequena parte de algo maior, colocando a sua imaginação a funcionar.

Composições Isométricas

Enquanto que as composições abertas dão a sensação que alguns elementos estão a ser deixados de lado, as ilustrações isométricas são o oposto: design isométrico é um storytelling criativo e visual que envolve a criação de um universo elaborado numa paisagem miniatura. O que acontece é que os designers geram objetos 3D em 2D para criar desenhos bastante técnicos, no entanto simples.

É possível aliar a ideia quando utilizada na criação de uma personagem, landing page ou uma ilustração de uma cidade. O mais intrigante é que as composições isométricas são simples e claras, mas com um elevado nível de profundidade, o que faz com que o utilizador se sinta mais atraído por composições realistas, ao invés de designs mais simplistas.

A mistura entre realismo e flat designs

O realismo engloba a adição de objetos reais para tornar o design autêntico e genuíno. Flat designs são extremamente simples, o que os coloca no lado oposto do espectro. No entanto, muitas vezes os opostos atraem-se.

A fusão destes dois tornou-se uma tendência que está para ficar. É uma combinação pouco convencional de estilos, técnicas e dimensões que encontrou um lugar no coração dos designers modernos.

Layouts assimétricos

Os designs inflexíveis e rígidos estão a perder proeminência no mundo digital. Websites como o Canva ou Squarespace oferecem uma plataforma viável para os designers conseguirem expressar as suas ideias através de templates. No entanto, deu-se lugar a uma reviravolta e os designers estão a criar os seus próprios projetos dando-lhes um toque de autenticidade.

A ânsia de produtos que pareçam autênticos e vivos fez com o que os designers optassem por layouts assimétricos. Quando usados numa composição, estes layouts podem suscitar reações no utilizador, captando assim a sua atenção e interesse à medida que este percorre a webpage.

Fotografias autênticas

Nos dias de hoje, fotografias editadas são ultrapassadas por eventos e as marcas têm perfeita consciência disso. As pessoas já não têm interesse em fotografias que parecem demasiado profissionais e polidas. Existe uma nova tendência – fotografias genuínas e autênticas.

Até há pouco tempo este género de fotografia era considerada uma aposta demasiado arriscada. Atualmente os utilizadores desenvolveram um gosto especial por fotografias mais naturais e não genéricas. Por esse motivo, muitas marcas estão a abandonar os conteúdos fotográficos demasiado fabricados, passando a adotar uma abordagem mais autêntica que permita transmitir o maior realismo possível.

Ilustrações desenhadas à mão

Algumas marcas são propícias a utilizar ilustrações genéricas. Este hábito é demasiado antiquado e apenas funciona contra a própria marca. Nesta era do digital design, “autenticidade” é o slogan, e nesta altura existem inúmeras formas de as marcas se destacarem.

Uma das melhores formas de gerar conteúdos visuais únicos é utilizar ilustrações desenhadas à mão. O Mailchimp é um bom exemplo de uma marca que dominou esta tendência. A maior vantagem é a sua complexidade: significa que mais nenhuma marca pode criar uma cópia exata da mesma.

Combinação de claro e escuro

O esquema de cores claras e escuras é popular entre empresas tecnológicas, no entanto isto captou a atenção de outras empresas no mercado. Marcas e designers estão a abraçar essa tendência através de inúmeros sites, aplicações e elementos do design digital.

Algumas marcas de renome estão inclusivamente a seguir a linha da Apple e Facebook. Estes gigantes da tecnologia adotaram o esquema de cores para tornar as suas aplicações mais úteis em todas as situações. Com marcas tão conceituadas como exemplo, o mais certo é que muitas outras irão seguir a mesma tendência.

Com é possível verificar, a dinâmica do design digital está em constante mutação, desde as ilustrações à palete de cores. As hierarquias, assim como o design do layout, estão a evoluir para corresponder às expectativas do consumidor e utilizador moderno.

Estas são, assim, algumas das tendências que irão causar maior impacto no mundo do design digital, sendo que algumas irão persistir e continuar a moldar o caminho do design em anos vindouros.

Fonte


Partilhar:

    Fale conosco

    Interesses

      Subscrever Newsletter

      Interesses